O Filósofo Peregrino — por Iara Conca


O Filósofo Peregrino

Por Iara Conca

A literatura de viagem vem sendo um vasto campo de exploração dos mais variados tipos de viajantes há séculos.
Pessoas sempre viajaram motivadas por diferentes finalidades, fossem elas crenças religiosas, trocas comerciais, missões diplomáticas ou propósito pessoal.
Exatamente neste ponto do trajeto nos encontramos com Marcos Bulcão Nascimento em seu “O filósofo peregrino – De Londres a Roma a pé: 2 mil quilômetros na Via Francígena”. Em sua jornada, os sinais emitidos pelo espírito de aventura, pela necessidade do caminhar adiante, viajar, observar, conjuga a essência do garoto aventureiro que manifestava a satisfação por desbravar espaços “proibidos”, ao filósofo que emergia a cada trajeto.
Com o tempo, suas caminhadas foram expressando-se em observações e reflexões cada vez mais elaboradas. Como ele mesmo diz, “…O corpo anda 2 mil quilômetros para que a mente possa ir ainda mais longe… Todo este processo, Bulcão transcreve por meio de uma narrativa leve, fluída, sua jornada por quatro países, 77 cidades, 86 dias e 2.065 quilômetros percorridos a pé e muita, muita reflexão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s